11/04/2011

Vista Lateral da EE Professora Joelina de Almeida Xavier

Vista Lateral da EE Professora Joelina de Almeida Xavier

O uso pedagógico do vídeo em sala de aula

EE Professora Joelina de Almeida Xavier Sala de Tecnologia Educacional. Turno Noturno Professor Luis Antonio Melke Bittar Projeto: O uso pedagógico de vídeos em sala de aula e na Sala de Tecnologia Educacional. 1.0 Justificativa: Assim como a escolaridade e o conhecimento, o uso das novas tecnologias é indispensável ao cotidiano de todo o cidadão, a informática, os vídeos educacionais, a televisão, o rádio, entre outros são recursos que vieram para ficar e servir a humanidade e o seu uso como ferramenta pedagógica deve estar inserida no meio escolar como recurso pedagógico que auxilia o professor em sua cátedra e ao aluno em sua aprendizagem. O uso de vídeos na Sala de Tecnologia Educacional e na sala de aula da EE Professora Joelina de Almeida Xavier tem contribuindo para que os alunos e os professores compreendam o uso desse recurso tecnológico de maneira ampla, na prática educativa, assumindo uma postura multidisciplinar de integração de conteúdos ou até mesmo de aprofundamento de disciplinas com a utilização de filmes adequados ao ensino e aprendizagem em conformidade com a realidade dos alunos criando assim uma nova motivação aos trabalhos escolares, tornando a aprendizagem mais interessante e incentivando os nossos alunos e professores a uma melhor formação cultural, reduzindo também a repetência e evasão escolar. 2.0 INTRODUÇÃO Não se pode negar que a educação é à base de toda uma sociedade, estando intimamente ligada aos conceitos desta e sendo formadora de tais. Qualquer mudança em um dos setores que fazem parte do emaranhado sistema do qual fazemos parte, exige um aperfeiçoamento de sua base, a fim de que ela seja sólida o suficiente para suportá-la. A civilização tem passado por constantes transformações. Ao viajarmos pelo tempo, na História da humanidade perceberemos no início as sociedades Primitivas, as sociedades hidráulicas, a Grécia antiga como berço da Democracia, o império Romano, o Período Helenístico, o Sistema Feudal, as Grandes Navegações, a Revolução Francesa, a Revolução Industrial, a Independência dos Estados Unidos, o Capitalismo, a Revolução Russa, as duas Grandes Guerras Mundiais, a Guerra Fria e a Globalização. Transformações estas que ocorreram com lutas ou paz, ao longo do tempo, mas nunca ocorreram na velocidade que estão acontecendo às transformações advindas com a segunda revolução industrial, com a automação e com a era da informática e das comunicações. O Século XX, que precedeu ao novo milênio, recebeu inúmeras inovações tecnológicas, tais como o motor à explosão, os meios de comunicação, a informática, a televisão, o automóvel... Foi marcado por um bombardeamento de novas idéias, filosofias, estruturas sociais e políticas. Veio como conseqüência da revolução industrial e da revolução comercial, a disputa acirrada por novos mercados, o Neocolonialismo, o Imperialismo, o aumento das desigualdades e as duas grandes guerras mundiais que por si determinaram novos rumos para a humanidade, através da guerra fria, tornando a princípio um mundo bipolar: O Capitalismo X Socialismo. O sistema capitalista venceu a grande batalha e engoliu o Socialismo. Atualmente convivemos com a fase do capitalismo industrial monopolista. A Guerra Fria acabou com o fim da União das Republicas Socialistas Soviéticas e com a queda do muro de Berlim e o mundo tornou-se multipolar e globalizado. As inovações tecnológicas permitiram uma internacionalização cultural e econômica. As empresas multinacionais proporcionam um maior controle dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos. O fenômeno da globalização ou mundialização da economia segue por dois caminhos, que se fundem: interdependência e competitividade, provocando variações nas cotações das bolsas de valores e oscilações no valor do Dólar. A organização social é determinada pela organização mundial da economia. A sociedade tornou-se um espelho das relações transnacionais. Organizada em níveis materiais, julga, mede e valoriza os homens pelo seu papel na economia de giro do mundo capitalista. É fácil imaginar como é o homem desta sociedade, preocupado em produzir mais no menor espaço de tempo, a fim de ganhar o suficiente para usufruir todas as novidades tecnológicas disponíveis. A grande concorrência determina a valorização dos níveis de escolaridade de uma pessoa. O cidadão deve ser alguém preparado para integrar-se em sua sociedade, para isso lhe é cobrado um conhecimento dinâmico de tudo que se passa ao seu redor, não só em sua cidade ou país, mas em todo o mundo. A educação, hoje, tem a obrigação não só de livrar as pessoas do analfabetismo ensinando-as a ler e escrever, mas cabe a ela a difícil função de formar cidadãos pensantes, capazes de formar idéias e compreender os fatos e acontecimentos, tirando suas próprias conclusões e críticas a respeito dos aspectos acima citados. Como as mudanças estão acontecendo muito rapidamente não será possível assimilar todas as coisas, mas tirar a visão do que nos interessa, o que só será possível se tivermos uma base educacional consistente. Esperamos poder dar a nossa parcela de colaboração aos alunos e professores da Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier a formar esta visão, através da Sala de Informática e do uso dos vídeos educativos, contribuindo assim com a formação do conhecimento e de uma melhor compreensão das transformações que ocorrem em nossa sociedade. Tentaremos fazer com que todos percebam que será apenas pela escola que irão minimizar as grandes diferenças sociais e econômicas existentes em nossa sociedade. 3.0 CONTEXTUALIZAÇÃO DA ESCOLA A Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier localiza-se à Rua Sandoval Soares nº 54, Jardim Guanabara, telefones: 314-1251 e 351-6895, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O espaço físico da escola está constituído por 08 (oito) salas de aula, 01 sala de Tecnologia Educacional, 01 (uma) secretaria, 01 (uma) sala de direção 01 (uma) sala de coordenação, cozinha, depósito de merenda, depósito para equipamentos diversos, 01 (um) banheiro masculino, 01 (um) banheiro feminino, 02 (dois) banheiros para professores. O estado de conservação da escola é considerado regular e precisa de algumas reformas e adaptações a título de manutenção do prédio escolar. A escola oferece seus serviços em três turnos de funcionamento: Matutino, que funciona das 7 horas às 11h10min, Vespertino, que funciona das 12 horas e 50 minutos às 17 h10 minutos, e o Noturno, que funciona das 18h10min horas às 21h50min. O número de alunos freqüentes no segundo bimestre/2008 estava assim distribuído: Turno Matutino: 188 alunos, Turno Vespertino: 133 alunos e no Turno Noturno: 250 alunos. Somando um total de 571 alunos nos três turnos. O sistema de ensino está organizado da seguinte forma: Sala de Recursos, Ensino Fundamental: 1ªano ao 9ªano e a EJA – Educação de Jovens e Adultos: 1º à 4º fase do ensino fundamental e 1ª e 2ª fases do Ensino Médio. Os principais problemas que afetam a Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier estão relacionados aos conflitos familiares, falta de compromisso dos pais em relação ao estudo dos filhos, falta de funcionários administrativos, recursos financeiros e pedagógicos insuficientes, Dificuldade de integração entre a escola e a comunidade, tendo em vista que a maioria dos alunos mora em outros bairros. A evasão escolar e a repetência são aspectos graves e que também afetam a escola e ainda, somando-se a isso, o baixo rendimento escolar, e a falta de estímulo para a melhoria na qualidade de vida. A situação funcional da equipe pedagógica se apresenta da seguinte maneira: professores efetivos: 23 professores convocados 08, professores intérpretes 02, , total de professores: 33 A equipe técnica pedagógica está composta por uma diretora, três coordenadoras pedagógicas, uma secretária geral, uma gestora de assuntos organizacionais, dois assistentes de administração e um agente administrativo. Compõe a equipe de apoio aos trabalhos escolares: o Colegiado Escolar e a Associação de Pais e Mestres, instituições escolares que contribuem com o bom andamento das atividades escolares. Os recursos técnicos pedagógicos da Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier são o seguinte: televisão, vídeo, DVD, retro projetor, biblioteca, livros, Mimeógrafo, xerocopiadora, computador, mapas geográficos, globo terrestre, bolas de vôlei e futebol de salão, esqueleto humano, corpo humano, diversos materiais didático-pedagógico e uma Sala de Tecnologia Educacional com 15 computadores para alunos, e 01 servidor. 4.0 Objetivos Gerais • Utilizar os vídeos como recurso pedagógico e complementação de conteúdos. • Utilizar o vídeo como recurso ilustrativo das aulas e teorias explicadas aos alunos. 5.0 Objetivos específicos: • Incentivar a produção de vídeos como meio de aprendizagem e complementação de conteúdos. • Utilizar os vídeos como uma nova forma de comunicação dos conteúdos aos alunos. • Despertar a curiosidade nos alunos, em relação aos novos e velhos conteúdos trabalhados em sala de aula ou na STE. • Contribuir com a visualização de conteúdos abstratos, tornando-os concretos, podendo ser visualizados de uma forma real, através de um vídeo. 6.0 Metodologia Uma das preocupações da atualidade é com a valorização do ser humano no social, físico, histórico e cultural. Através da necessidade de se inserir desde criança, em fase de alfabetização até a segunda fase do ensino médio, dentro das condições básicas da educação, procurar a melhor forma de fazê-la. Diante de todas as necessidades que o aluno precisa, a modernização e a aplicação das tecnologias tornam-se prioridades na escola e na Sala de Tecnologia Educacional, que poderão oferecer e proporcionar infinitas informações para a melhoria do conhecimento e ampliação cultural de todos os envolvidos no processo ensino aprendizagem e podem ser aplicadas em diversas áreas do conhecimento, podendo até desenvolver o raciocínio lógico do aluno. Serão utilizados vídeos pedagógicos baixados da internet – www.youtube.com.br – por exemplo, ou outros sites. Vídeos pedagógicos provenientes de CD, DVD, fitas vhs e que possam ser utilizados adequadamente dentro do que determina os parâmetros curriculares nacionais e estaduais. O DVD, a TV, o Data Show, os computadores da STE e o Note book da escola terão papel determinante no desenvolvimento desse projeto, pois serão esse4s recursos tecnológicos que irão transmitir e rodar os vídeos escolhidos aos nossos alunos. 7.0 Cronograma O Projeto será realizado durante todo o ano de 2011 e o uso dos recursos serão disponibilizados de acordo com as necessidades dos professores e disponibilidade dos mesmos. 8.0 Avaliação: A avaliação será feita de uma forma constante, tendo com alvo todos os usuários da Sala de Tecnologia Educacional, será ampla, ou seja, avaliar-se-á de forma quantitativa e qualitativa o uso dos vídeos das seguintes formas: A compreensão dos alunos em relação aos vídeos e conteúdos transmitidos pelos mesmos, promovendo a interdisciplinaridade e o trabalho em conjunto. Utilização de variadas fontes de informações. Habilidade dos alunos e professores em aprender e construir conhecimentos, contando com a contribuição trazida pelos vídeos. Interação entre professores/alunos. Aquisição de novos valores e horizontes. Transformação dos alunos: passivos para ativos, expondo seu ponto de vista sobre a mensagem dos vídeos trabalhados. 9.0 Referências Bibliográficas: • Como utilizar o video na sala de aula? http://tecnologiaucb.blogspot.com/2007/09/propostas-de-utilizao-do-vdeo-na- sala.html Acesso em 31/03/2011. • Tecnologia e educação http://profsilviomaurotavares.nireblog.com/post/2007/05/24/tecnologia-e-educacao Acesso em 31/03/2011. • José Manuel Moran, http://www.eca.usp.br/prof/moran/vidsal.htm O vídeo na Sala de aula. Acesso em 07/03/2011

projeto poesia

Escola Estadual Profª Joelina de Almeida Xavier Projeto Poesia Composição de um livro “Escrevendo pequenos poetas” Campo Grande – MS Escola Estadual Profª Joelina de Almeida Xavier Diretora: Fátima Mack Coordenadores: Rosangela Terezinha de Almeida Rosana Castro Rosa Olga da Costa Ferreira Elaboração: Ádemir Barbosa dos Santos STE:Olímpia Netto Verão Apresentação “È na mente da criança que se pode plantar o futuro.” Este projeto visa aprimorar a consciência dos alunos e da comunidade em geral sobre a importância do trabalho coletivo, despertando o hábito de leitura, adquirindo pré-requisitos para o desenvolvimento de tipologias e gêneros textuais através de produções diversas. Por meio de vídeos, pesquisas, folhetos informativos poderemos desenvolver um trabalho interessante com os alunos fazendo com que eles se interessem em utilizar seu conhecimento. O educando dentro de uma perspectiva que envolve as diversas formas de comunicação, interage de maneira positiva já que se torna o construtor do seu próprio conhecimento. Pensar a metodologia diferenciada é pensar, por exemplo, na opção de trabalhos com projetos e estes ao serem pensados, o sejam feitos pelo coletivo da escola possibilitando uma aprendizagem efetiva, significativa e envolvente para o educando. Introdução “A questão primordial não é o que sabemos, mas como o sabemos.” Aristóteles. Quando ligamos a televisão, abrimos uma revista ou “navegamos” pela internet, temos acesso a inúmeras informações, que nos são apresentadas das mais variadas formas, em especial,como textos e imagens. Diante dessa realidade O Projeto Pedagógico de “Escrevendo pequenos poetas”, objetiva difundir práticas e conceitos, desenvolvendo nos alunos um papel ativo na construção do conhecimento, através da elaboração de poemas para a publicação de um livro coletivo. Assim contamos com parceria de todos envolvidos para o desenvolvimento deste projeto, solidificando o interesse do aluno. Justificativa Os alunos na maioria das vezes não tiveram a oportunidade de se tornarem “leitores” devido à falta de incentivo da família e da escola. O projeto propõe que o aluno sinta-se motivado e seguro no sentido de criar nele o desejo de expressar emoções, contar uma história, de emitir opinião, relatar um fato, fazer uma comunicação. É sabido que a prática da leitura favorece a escrita, quem tem o hábito da leitura, tem mais condições de refletir sobre as idéias e de formar opinião. Podemos perceber na prática escolar que há uma certa resistência dos alunos em desenvolver leituras bem como produção de texto, logo concluímos que esse projeto é uma forma de incentivar a leitura voluntária, criando assim cidadãos críticos participando ativamente no processo de ensino-aprendizagem. Cabe, portanto, a equipe pedagógica de cada unidade escolar juntamente com os educadores desenvolver projetos que tenham como objetivo de desenvolvimento da capacidade cognitiva do educando. O Projeto Pedagógico “Escrevendo pequenos poetas” justifica-se na medida em que pretende despertar no educando a capacidade de desenvolver o senso crítico a respeito do mundo que o cerca das mais diversas formas. Objetivos Gerais • Oferecer leitura com qualidade, praticar a cidadania e combater o analfabetismo funcional; • Conhecer histórias; • Formar leitores; • Favorecer a escrita; • Estabelecer vínculo com a comunidade escolar; • Propiciar momentos agradáveis durante a leitura; • Perceber a importância na sociedade de um bom leitor; Objetivos Específicos • Conscientizar os alunos sobre a importância da leitura para o enriquecimento do vocabulário e crescimento intelectual. • Criar condições para o desenvolvimento crítico e participativo da sociedade no acompanhamento das críticas literárias. • Sensibilizar alunos, professores, pais e a sociedade em geral sobre a importância da linguagem formal e informal sobretudo as características de cada uma. Metodologia Tendo em vista que este trabalho tem um caráter multidisciplinar e pretende, a partir desta abordagem, explorar o tema proposto dos mais variados ângulos: históricos, geográfico, matemático, do ponto de vista gramatical, etc., os professores optaram por escolher um caminho específico para atingir os objetivos propostos. Nesse sentido, os respectivos professores de cada turma irão propor e orientar aos alunos na produção de textos poéticos de acordo com a sua disciplina, aprimorando cada vez mais a prática de leitura e escrita. Estes textos serão selecionados para compor um livro a ser publicado no primeiro semestre do ano de 2010 em parceria com o professor e poeta Ádemir Barbosa dos Santos. O livro terá como título “Uma Luz que Resplandece” que será composto por aproximadamente oitenta poemas produzidos pelos alunos do 1º ao 9º ano, Educação de Jovens e Adulto (EJA) juntamente com o professor coordenador deste projeto. Desse modo envolvendo toda a comunidade escolar, o educando pode tomar contato com a realidade que o cerca, colocando como participante ativo nesse contexto. O desenvolvimento deste projeto propiciará também a formação de uma consciência produtiva, uma vez que o educando poderá perceber que a mudança da realidade a sua volta depende de sua participação ativa. Recursos  vídeos  máquina digital  jornais  computadores  folhas sulfite  cartolina  lápis  quadro negro  giz  impressão gráfica  data show  not book  livro didático e para didático Cronograma data leitura livre nos compos da escola março discussão do tema através de um debate realizado em sala; abril produção de poesias maio entrevistas junho estimativa de gastos e orçamentos julho elaboração de slogans e painéis. dramatizações e poesias agosto elaboração de redações e cartazes setembro dramatizações outubro culminância: lançamento do livro na escola 2º semestre de 2010 AVALIAÇÃO Verificar se o trabalho faz a previsão dos resultados a serem alcançados ou esperados, contemplando as dimensões quantitativa e qualitativa. A dimensão quantitativa pode, por exemplo, conter o número de pessoas que se pretende envolver na atividade. A dimensão qualitativa pode, por exemplo, prever uma nova postura das pessoas durante ou depois da realização de determinadas atividades. As informações devem ser claramente expostas, mesmo para trabalhos já aplicados. Postado Professora: Olímpia Netto Verão.

31/03/2011

Projeto fotos de satélite

EE Professora Joelina de Almeida Xavier. Projetos 2011. Sala de tecnologia Educacional – 2011 – Turno Noturno. Professor STE: Luis Antonio Melke Bittar.
Projeto Foto de Satélite
1.0 Justificativa
A Localização no espaço é parte fundamental dos métodos de orientação e parte integrante do nosso cotidiano nos grandes centros. São inúmeros os recursos tecnológicos que contribuem e facilitam a nossa vida em relação à localização de ruas, praças, prédios, endereços, pontos turísticos. O GPS, a Internet, os mapas impressos, os Sites com mapas e o Google Earth que localiza através de fotos de Satélites, endereços, lojas, praças, entre outros inúmeros recursos. É, portanto, indispensável que os nossos alunos aprendam desde cedo a manipular esses recursos para que possam utilizá-los em seu cotidiano.
2.0 INTRODUÇÃO O homem, desde que nasce, busca sempre novos conhecimentos e a escola é o espaço onde se socializa esse saber. A própria História do Homem é repleta de transformações e no trajeto histórico da humanidade é possível perceber os movimentos dinâmicos que convergem para as mudanças. Nessa evolução surge o construtivismo com sua linha de pensamento inovadora: “A idéia de que nada, a rigor, está pronto, acabado, e de que, especificamente, o conhecimento não é dado, em nenhuma instância, como algo terminado. Ele se constitui pela interação do indivíduo com o meio físico e social, com o simbolismo humano, com o mundo das relações sociais; e se constitui por força de sua ação e não por qualquer dotação prévia, na bagagem hereditária ou no meio, de tal modo que podemos afirmar que antes da ação não há psiquismo nem consciência e, muito menos, pensamento." "Construtivismo, segundo pensamos, é esta forma de conceber o conhecimento: sua gênese e seu desenvolvimento – e, por conseqüência, um novo modo de ver o universo, a vida e o mundo das relações sociais, ensinar o aluno a aprender a aprender, formar o seu próprio conhecimento”. O Projeto Fotos de Satélite pretende contribuir na formação da visão Geográfica do aluno, partindo do seu local de estuda, situando a sua escola em uma foto de satélite, a sua rua, casa, Bairro e arredores, a cidade, o Estado e navegar pelo Programa Google Earth pelo resto do País e mundo, localizando os aspectos solicitados e tudo o mais que tiver curiosidade de ver e aprender, descobrindo e construindo e aprimorando o seu próprio conhecimento. 2.1 Contextualização da Escola O presente projeto será desenvolvido na Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier, situada à rua Sandoval Soares nº. 54, Jardim Guanabara, em Campo Grande – MS. É uma escola de periferia que tem se destacado nacional e internacionalmente pelo trabalho desenvolvido pela gestão escolar, Professores, Coordenação pedagógica e demais funcionários, no empenho de uma educação de qualidade O bairro é carente, pouco povoado mas com uma relativa infra estrutura, tais com creche, escola, asfalto, água encanada, supermercado, linha de ônibus, entre outros. As turmas que estarão envolvidas no projeto serão os alunos da EJA, no período noturno, cujas características são de alunos trabalhadores, maiores e que estão fora da idade escolar. 3.0 Objetivo Geral Levar o educando a conhecer e identificar programas de computador que sirvam como método de orientação, localização e contextualização do nosso Espaço Geográfico, observando nas fotos de satélites fornecidas pelo Google Earth, as casas, ruas, escolas, prédios públicos e particulares conhecidos. 4,0 Objetivos específicos O aluno deverá reconhecer utilizando programas de computador como o Google Earth e o Google Maps locais do seu convívio e cotidiano, tais como sua escola e sua casa. Reconhecer alguns pontos conhecidos em sua cidade, tais como praças, terminais, estádios, Shopping, Parque dos Poderes, entre outros. Navegar através do programa por outras cidades do Estado, Brasil e Mundo, destacando os aspectos que julgar importante. 5.0 Metodologia Uma das preocupações da atualidade é com a valorização do ser humano no social, físico, histórico e cultural. Através da necessidade de se inserir desde criança, em fase de alfabetização até a segunda fase do ensino médio, dentro das condições básicas da educação, procurar a melhor forma de fazê-la. Diante de todas as necessidades que o aluno precisa, a modernização e a aplicação das tecnologias tornam-se prioridades na escola, na Sala de Tecnologia Educacional e na sala de aula, que poderão oferecer e proporcionar infinitas informações para a melhoria do conhecimento e ampliação cultural de todos os envolvidos no processo ensino aprendizagem e podem ser aplicadas em diversas áreas do conhecimento, podendo até desenvolver o raciocínio lógico do aluno. Será mister, incentivar os nossos alunos a buscarem a construção de seu saber, através da pesquisa, da dedução lógica e das novas descobertas que serão realizadas com as pesquisas na internet. Serão usadas as máquinas da Sala de Tecnologia Educacional com os programas Google Earth e Google maps na orientação e execução das tarefas solicitadas. Parte do material será impresso para exposição na escola. 6.0 Cronograma Os trabalhos serão realizados no mês de Maio e Junho de 2011, na STE da EE Professora Joelina de Almeida Xavier. O material que será impresso – Fotos de Satélite do Jardim Guanabara com destaque e foco para a EE Joelina de Almeida Xavier - será exposto na STE por tempo indeterminado. 7.0 Avaliação Serão considerados aspectos positivos nos trabalhos a serem desenvolvidos: • Habilidade de trabalho em equipe • Utilização de fontes de informações indicadas pelo professor e pela criatividade do aluno. • Habilidade dos alunos no manuseio dos programas a serem utilizados. • Interação entre professores/alunos. • Aquisição de novos conhecimentos e horizontes. • Facilidade na localização no Espaço Geográfico dos locais conhecidos pelos alunos e descobrimento de novos locais usando para isso as fotos de satélites e os mapas observados nos computadores. 8.0 Referências Bibliográficas • ALMEIDA, MARIA ELIZABETH DE. Informática e Formação de Professores. Ministério da educação-Secretaria de Educação à distância. Brasília 2000. • ALMEIDA, FERNANDO JOSÉ DE e FONSECA JUNIOR, FERNANDO MORAES. Projetos e Ambientes Inovadores. Ministério da Educação-Secretaria de Educação à Distância. Brasília. 2000.

23/03/2011

Premiação dos melhores alunos da escola

Foram premiados os alunos da escola com melhor desempenho escolar no ano letivo de 2010, os mesmos receberam um note book em solenidade realizada no dia 18 de fevereiro de 2011 no Ginásio Guanandizão. Estiveram presentes na solenidade o Exmº Governador do Estado de Mato Grosso do Sul André Puccineli, a Srª Secretária de Educação Maria Nilene Badeca da Costa, entre outras autoridades, bem como os diretores da escolas da rede e pais e alunos. Parabenizamos os alunos da escola. Os premiados: ENSINO FUNDAMENTAL - 1º ano KAUÃ CRISTIAN RIBEIRO ROLQUIS - 2º ano ARTHUR BORGES ALEXANDRE - 3º ano ERICK HENRIQUE RAMOS ROCHA - 4º ano LUCAS CANDIDO LIMA - 5º ano JUHAN LUKA OLIVEIRA BASTOS - 6º ano KARINE TAVARES DA SILVA -7º ano MARCIO ARRUDA RIBEIRO JÚNIOR - 8º ano SUZANA RAYELE AMORIN GONÇALVES - 9º ano LETHICIA FARIA MARCINO ENSINO DE JOVENS E ADULTOS - EJA - ENSINO FUNDAMENTAL 2ª fase EUGÊNICA DOS SANTOS 3ª fase JULIO CESAR MARQUES 4ª fase NEIVA LINO MALHEIROS ENSINO DE JOVENS E ADULTOS - EJA - ENSINO MÉDIO 1ª fase KATIUCE PULCHERIO DE MELO 2ª fase RENATA SOUZA ASATO

21/09/2010

Jornal dos estudantes do 8º e 9º Anos

Foto Atual da Escola

Este primeiro artigo do jornal realizado pelos alunos dos 8º e 9º Anos é fruto de atividades em Língua Portuguesa, coordenado pelo professor Ádemir Barbosa dos Santos e professora da Sala de Informática Olímpia Netto Verão . Tem sido uma experiência gratificante de ensino e aprendizagem . Esperamos que os jovens levem para sua vida o companheirismo despertado e o prazer do dever cumprido.

Conheça a história da Escola

JORNAL INTEGRAL Jornal da Sala de Tecnologia e dos alunos do 8º e 9º ano da E.E. Profª Joelina da Ameida Xavier Setembro de 2010 1ª Edição A Escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier foi criada através do Decreto 1506, de 20 de Janeiro de 1982 e passou a funcionar a partir de Fevereiro do mesmo ano, em um prédio cedido pela Prefeitura Municipal. à rua Madame Buterfly, no Jardim Imperial, região Norte de Campo Grande - MS. O referido decreto foi assinado pelo então governador de Mato Grosso do Sul, o Dr. Pedro Pedrossian. À época de sua criação, a falta de vagas escolares era um problema crítico em todo o Estado e no início de suas atividades a Escola atendeu alunos do próprio Bairro onde funcionava além do Jardim Guanabara, Estrela do Sul, Morada Verde, Campo Novo, Coronel Antonino, entre outros. Em Agosto de 1986, transferiu-se para um novo e definitivo prédio à Avenida Norte esquina com a rua Cariris nº 54. Iniciativa do então governador Dr Wilson Barbosa Martins. Estando melhor acomodada para atender aos seus alunos. Conta com Sala de Tecnologia Educacional e oito salas de aula. Na atualidade a escola Estadual Professora Joelina de Almeida Xavier conta com aproximadamente 500 alunos nas séries do ensino fundamental - 1ªs à 8ªs e nas quatro fases da EJA. Foram diretoras do estabelecimento de ensino: · 1ª Diretora: Ilka Correia Maluf. . Vice Diretora: Célia Costa Sanábria.

· 2ª Diretora: Sofia Fenelon Marinho. Vice Diretora: Marilena Villarino Albuquerque. · 3ª Diretora: Olga da Costa Ferreira - Primeira Diretora eleita pela comunidade escolar. · 4ª Diretora: Vera Lúcia da Cunha Queiróz. · 5ª Diretora: Angélica Evangelista Franco. · 6ª Diretora: Fátima Mack de Souza - A atual Diretora.

Postado por Olímpia Netto Verão

17/09/2010

As Avaliações

Estamos em época de provas. É uma etapa necessária para o fechamento final de notas do 3º bimestre. É bom que cada jovem estude e dê o melhor de si na conclusão dessa fase avaliatória.
Haverá pré conselho e conselho de classe antes do fechamento das notas.
Serão momentos de reflexão e crescimento na construção coletiva do saber.
Aqui estudantes, técnicos e professores comprometidos com aprendizagem certamente terão sugestões positivas para melhora do dia a dia escolar e consequentemente do ensino aprendizagem.
A gravura acima foi utilizada na chamada da nossa festa junina. Foi muito animada!
Ficamos gratos aos colaboradores.

08/09/2010

TEMOS POETAS

Logo, logo, publicaremos nosso livro de poemas. O trabalho tem sido relizado desde 2009. Crianças, jovens e professores estão motivados, sob a coordenação do professor Ádemir Barbosa dos Santos e a dedicação de toda equipe da escola o sonho vai se transformando em realidade. Aguardem o lançamento em futuro muito próximo.

Pais zelo com as crianças ao utilizar o computador e a internet

DICAS PARA O USO RESPONSÁVEL DA INTERNET O computador da criança deve ficar em uma área comum da casa e não no quarto. • Estabeleça regras razoáveis para a criança usar a internet e explique a razão das regras, relacionando à segurança e saúde da criança. Deixe essas regras junto ao computador e observe se elas estão sendo seguidas. Estabeleça quanto tempo a criança pode navegar por dia. • Oriente seu filho a não fornecer para estranhos informações pessoais como endereço, telefone, nome da escola em que estuda, nome dos pais ou e-mail. • Explique às crianças e adolescentes que eles não devem publicar fotos e imagens com dados pessoais, como placa do carro da família ou que mostrem ponto de referência que permita identificar sua casa ou apartamento. • Navegue junto com a criança por um tempo e ensine- a a lidar com o mundo virtual da mesma maneira como você orienta sobre o mundo real. Se seu filho é um usuário experiente de internet e você não, peça que ele ensine você a navegar nas redes sociais, usar o MSN, comentar em blogs etc. É uma maneira de você aprender e conhecer os hábitos do seu filho além de valorizar o conhecimento que ele tem. • Observe as atividades das crianças e dos adolescentes na internet. Denuncie atividades suspeitas. Encoraje a criança a relatar atividades suspeitas ou material indevido recebido. • Existem programas que filtram e bloqueiam sites, como o F-Secure (www.f-secure.com.br), e também um navegador, o KidZui (http://www.kidzui.com/), através do qual as crianças visitam páginas pré-analisadas e seguras. • Se a criança ou adolescente conheceu alguém na internet e agora quer encontrá-lo pessoalmente, é essencial tomar alguns cuidados: • marcar o encontro em lugar público e seguro, como um shopping center. • Ir acompanhado por um amigo, parente ou alguém a quem se possa recorrer em caso de problemas. • Avisar outras pessoas sobre o encontro, informando local, data e horário. FONTE: GUIA PARA O USO RESPONSÁVEL DA INTERNET GVT

16/08/2010

Links úteis

Para escritores http://www.portacurtas.com.br Convite para o livro virtual: virtual.ttp://www.escolabr.com/virtual/proinfo/index.php?section=6&page=-1 Estude matemática acessando: www.somatematica.com.br

Celebração Dia do Estudante

No dia 12 de agosto a escola avançou em direção ao entendimento e a paz. Realizou um dia festivo com a temática de conciliação, amizade, respeito perante as diferenças, convivência pacífica, enfim redução de desentendimentos em geral. "Tratou-se de colocar enquadramento ao "bullyng". O que quer dizer isso? Um conjunto de atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotado por um ou mais alunos contra outro(s), causando dor, angústia e sofrimento”. Insultos, intimidações, apelidos cruéis e constrangedores, gozações que magoam profundamente, acusações injustas, atuação de grupos que hostilizam, ridicularizam e infernizam a vida de outros alunos, levando-os à exclusão, além de danos físicos, psíquicos, morais e materiais. Não há termo correlato em língua portuguesa. Então, embora eu não concorde fala-se em bullyng. Prefiro falar em conciliação. Todos nós seres humanos passamos por estresses e frustrações. Temos o lado bom e o lado não bom. A virtude da escola é regar e adubar o lado bom,conscientemente desenvolvendo-o. Aí, a chamada constante para a correção da ação. O sadio futuro da vida está relacionado à boa vizinhança, começa em casa, continua na escola, depois no trabalho e nova família. Se no currículo oculto da escola houver convivência pacífica ela já atingiu oitenta por cento de seu objetivo. Um dia festivo e alegre assim gera muitos outros dias de agradável sociabilidade. Vejam acima as belas fotos do evento.
Professora Celeste de Oliveira

O livro de Poemas

Desde o ano de 2009 uma equipe coordenada pelo professor Ádemir Barbosa dos Santos, tem trabalhado para que os aprendizes, em especial do ensino fundamental escrevam poemas. Materiais foram adquiridos, oficinas de leitura foram apresentadas. Sensibilizados pela magia rítmica das palavras, entonações, mensagem transmitida e rimas, os jovens produziram mais de cem poemas. Tudo está encaminhando para a publicação de um livro onde novos jovens poetas verão seus versos impressos e suas mensagens transmitidas.Recitais estão sendo planejados. Adianto que a maioria da produção poética trata de amor, de paixão. Lidei com os poemas durante tempo considerável e pude refletir porque pessoas tão jovens precisam falar tanto de amor. A idade média é quinze anos, corpos rescendendo a hormônios. Lembra-se de Romeu e Julieta? No drama de amor e paixão que aconteceu eles eram muito, muito jovens. Trata-se de mito universal transcorrendo diante de nossos olhos. Nós professores pedimos razão, atenção, lição cumprida. Eles, os jovens estão sofrendo por amor. A escola parece ser cega, surda e muda perante a aprendizagem emocional. O fato de escrever, expressar sentimentos represados os sublimam,acalmam. Aguardem o livro. Vocês vão gostar. Segue um vídeo, fruto do acróstico de RACISMO, uma forma social de amor. Professora Celeste de Oliveira video

Novamente o TEMPO.

Desde o mes de junho estamos ausentes. Quantos mais dias passam é mais difícil retornar, retomar, escrever. Cobramos dos jovens que escrevam , porém manter ritmo na escrita, ser persistente é algo que vamos conquistando. O bom é que há ótima notícia . A verba do Programa Mais Educação finalmente chegou. Os materiais pedagógicos alguns já foram adquiridos, outros estão providenciados. As atividades transcorrem normalmente. Logo dará para se mensurar a esperada melhora da aprendizagem das crianças envolvidas no programa.

27/05/2010

O Tempo

Nós Profesores, vivemos sem Tempo, em busca de tempo, apesar do tempo que fez e que faz. São tantos os fatos, reais, urgentes. A hierarquia é dada pelo presente. Será que vivemos ou passamos ? Passamos... passamos ...passamos. Onde ficamos, onde estamos? No coração e nas mentes com que lidamos. A intenção do texto é justificar a ausência de postagens. Estamos felizes, fomos comunicados que a quadra esportiva da escola finalmente será reformada e coberta. Quanto ao Programa Mais Educação vem sendo desenvolvido com esmero, porém até hoje a verba do FNDE não chegou. Todos os monitores estão sem receber. Até quando? Vejam novamente voltamos ao TEMPO.

29/04/2010

16/04/2010

O que temos feito?

Celebração da Páscoa:
Marimar
Temos selecionado mensagens, poemas e fotos para nova celebração com o recurso DataShow.
As fotos serão apresentadas com o programa Movie Maker, ficaram muito bonitas.
Dando seguimento ao projeto novos escritores do professor Ádemir Barbosa dos Santos, as jovens Ana Paula, Marimar e Maíssa do 9° ano, fizeram poemas de amor e os apresentarão em slides. Logo serão publicados aqui. Veja as fotas de nossas poetisas:
Maíssa

05/04/2010

Celebração da Páscoa

No dia 31 de março de 2010, estudantes , professores e toda comunidade vespertina da E.E.Joelina Almeida Xavier estiveram reunidos para celebração da Páscoa. Com dedicação o professor Ádemir Barbosa dos Santos, que contou com a colaboração de sua esposa , apresentou belas poesias de sua autoria. Uma aluna e um grupo de alunos apresentaram mensagens sobre a Páscoa, feitas por eles em PowerPoint. A professora Celeste de Oliveira selecionou mensagens, slides , e até uma carta com valores e princípios cristãos . A carta fala o seguinte para os aprendizes: Você é um ser Humano. É milagre Divino. É forte, inteligente. Cheio de talentos Entusiasme-se com eles . Reconheça -0s. Encontre-se consigo mesmo. Aceite-se.Anime-se. Pense que a partir desse momento Você pode mudar sua vida para melhor. Queira. Programe-se. Encha-se de força para alcançar boas metas. Perceba no mais íntimo do seu ser que pode conseguir... Somente pelo fato de desejá-las . Está começando na caminhada da vida, ela apresenta regras a serem seguidas . Traz saúde e alegria para quem segue no caminho do bem, do necessário, do útil. Está dotado de poderes contidos nas criaturas do universo. Pode escolher pensamentos. Pode imaginar o Bom , o Belo e atrair para si como um IMÃ o lado do Bem. O de amar e o de criar. O de sorrir e de falar. O da Vontade de escolher o melhor. Você recebeu o poder da oração e o de poder mudar sua situação, A ESCOLA pode ser a casa dos milagres e o ESTUDO é o primeiro passo para a mudança. Use sabiamente a sua capacidade. Faça a escolha de tratar bem as pessoas. Sorrir e receber sorriso. Colaborar com a classe e com os colegas. Escolher perseverar, ser cortez, ensinar. Elogiar o amigo. Emprestar material em vez de tirar. Agir na direção do bem. Bendizer a escola que tem. Escolher dar graças pela beleza do planeta Escolher a vida conservando o VIVER. Aprenda a sentir a presença Divina em cada ato de sua vida. Cresça a cada dia em otimismo e esperança. Diga todo dia ao acordar: A cada dia que passa eu estou cada vez melhor. Escolha tornar-se cidadão de verdade. Você pode conhecer o Lado Amoroso presente nas pequenas coisas da vida. Lembre-se você é um milagre Divino. Destinado a ser alegre, digno, transformador do lugar onde vive. Olhando as pessoas com otimismo. EU estou a teu lado ! EU estou com você para sempre. Assinado DEUS. A professora Olímpia Netto Verão coordenou a tecnologia e a coordenadora Rosângela Terezinha de Almeida generosamente ofereceu doce aos aprendizes. Com muita alegria inauguramos o DataShow, vários estudantes foram apresentados em vídeo no Moviemaker, a aclamação foi tão, tão grande. . Pois ver-se ou ver o amigo no telão foi demais. Houve palmas e assovios. Encerramos pedindo a Deus que nos abençoasse. Sabemos que de agora em diante poderemos usar este precioso recurso o DataShow, para nossas aulas e apresentações.

29/03/2010

Dica aos professores da escola Joelina

Caro professor , segue Link para seleção, ou idéia para inovação de suas aulas
CONTEMPLA TODAS AS DISCIPLINAS
http://www.webquestbrasil.org/criador/procesa_index_todas.php

Nossa diretora está bem!

A diretora Fátima Mack de Souza retornou ao trabalho na semana passada, está bem de saúde. A comunidade escolar a recebeu com alegria. Ela está redirecionando as atividades referentes ao período integral, junto às coordenadoras e monitores. Por necessidade de espaço físico e até por atendimento de melhor qualidade aos alunos, as turmas atendidas serão do 2º ano, 3º ano A , 3ª ano B e 4º ano. A comunidade escolar se prepara para celebrar a Páscoa, na nossa cultura cristã a Páscoa é símbolo de renovação . Na quarta feira, dia 31 de março de 2010, de manhã, os alunos apresentarão cantigas, poemas, músicas, quadrinhas e dramatizarão a Ressurreição de Cristo. Postaremos as fotos ....

18/03/2010

O Programa Mais Educação

Estamos aguardando a verba. Com o dinheiro poderemos comprar os materiais educativos necessários para o desenrolar das oficinas e preparar o cardápio das refeições. Queremos que o programa resulte em aprendizagem significativa. Boas intenções ajudam, além delas, há necessidade de recursos materiais e monitorias competentes, engajadas no programa. Estamos esperançosos....

A dengue nos ronda

A dengue chegou na nossa escola. A diretora Fátima Mack de Souza e sua família estão acamados com a doença. Desejamos a rápida recuperação de nossa diretora e sua família. O agente causador da doença é um arbovírus do gênero flavivírus. São conhecidos quatro soro tipos 1, 2, 3, 4. Os vetores são mosquitos do gênero Aedes aegypti. A transmissão se faz pela picada dos mosquitos Aedes aegypti. Após um repasto de sangue infectado, o mosquito está apto a transmitir o vírus . Ele tem o costume de picar as pessoas durante o dia . Vive e se reproduz em ambientes com água limpa, próximas à habitação humana . Coloca seus ovos na parede de recipientes com água, como vasos, tambores, pneus. Já foi detectado que os ovos podem sobreviver por até dois anos sem contato com a água e assim que as condições se tornam favoráveis eles eclodem e dão continuidade ao ciclo de vida. Não há transmissão por contato direto com um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia, nem por fontes de água ou alimento . Sintomas: Dor nos olhos , Dor de cabeça, Febre muito alta , Dor nos músculos e nas juntas, Manchas vermelhas por todo o corpo, Falta de apetite, Fraqueza, e em alguns casos sangramento de gengivas e nariz. Tratamento: Não há tratamento específico para o dengue menos grave, o tratamento é sintomático. Casos mais graves de dengue hemorrágica exigem internação e reposição líquida. Precisamos todos trabalhar na limpeza de nossos quintais e ruas para diminuir os locais de proliferação do mosquito .

12/03/2010

Comunicado aos pais

Campo Grande, 12 de março de 2010. Vimos por meio deste informar que a partir do dia 15/03/2010, segunda feira, estaremos "Suspendendo" o período integral ( das 11h10min às 16h30min) dos alunos do 1º ano ao 5º ano . Os alunos sairão da escola às 11h10min. O motivo é o não recebimento do dinheiro do Programa Mais Educação para a alimentação dos alunos no horário do almoço. Horário de aula: Matutino: 7h às 11h 10min. Posteriormente estaremos comunicando a data do retorno . A Direção

10/03/2010

O que está escrito no Programa Mais Educação!

http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/ passoapasso_maiseducacao.pdf Quais crianças, adolescentes e jovens são atendidos pelo Programa Mais Educação? Considera-se o objetivo de diminuir as desigualdades educacionais por meio da jornada escolar. Recomenda-se adotar como critérios para definição do público, os seguintes indicadores:
− estudantes em defasagem série/idade; − estudantes das séries finais da 1ª fase do ensino fundamental (4º / 5º anos), nas quais há uma maior evasão na transição para a 2ª fase; − estudantes das séries finais da 2ª fase do ensino fundamental (8º e/ou 9º anos), nas quais há um alto índice de abandono; − estudantes de séries onde são detectados índices de evasão e/ou repetência. Cada escola, contextualizada com seu projeto políticopedagógico específico e em diálogo com sua comunidade, será a referência para se definir quantos e quais alunos participarão das atividades, sendo desejável que o conjunto da escola participe nas escolhas. NÃO É O QUE ESTÁ ACONTECENDO NA ESCOLA E. JOELINA ALMEIDA XAVIER.

08/03/2010

Reflexões educacionistas

Vamos fazer uma reflexão... Qual o sentido de alongar o período de permanência da criança na escola? Penso que além de fazer reforço das matérias nas quais as crianças sentem necessidade, seria oferecer atividades lúdicas, esportivas, oficinas que levem ao exercício da boa convivência, boas maneiras, higiene pessoal e nessa toada muitas outras novas e boas atividades. Do jeito que está me parece mais contenção da atividade natural e espontânea da criança. Sala após sala, sem intervalo, raras aulas de informática. Uso da quadra esportiva com atividades no sol e às vezes. Seria isso educação de qualidade? Esse é o período integral que o estado oferece aos pequenos brasileiros.... Precisamos melhorar Investimento sério e maciço em educação Só assim algo vai mudar! Professora Celeste de Oliveira

04/03/2010

As primeiras impressões do período integral

Temos boa vontade, acreditamos que só a educação de qualidade pode mudar a vida de crianças, jovens e adultos. Só a educação pode melhorar a vida de cada pessoa. Precisamos da participação de todos, família, comunidade e principalmente políticas educacionais que tenham como a menina dos olhos o investimento sério, maciço persistente em educação. Estamos na fase de adaptação, que não pode ser de medidas paliativas e sim de reestruturação do espaço geográfico, de pessoal qualificado, de parquinhos, piscinas, quadras cobertas, salas de música, dança, descanso e mais .... Nossas crianças brasileiras merecem o melhor!

Poesia do professor Ádemir, nosso poeta

MULHER QUE FAZ A DIFERENÇA É força da lei divina, é força, luz e poder, quando reflete o teu rosto, todo olhar se ilumina. É grande a sua importância, dos olhares que a ti levanto, olhar supremo encanto, de toda sua existência. É linda toda mulher, o desejo universal, é toda graça do bem fonte de luz também. Você faz a diferença mulher que o mundo ostenta, vê no céu seu paraíso, aqui na terra o nome escrito. Estremecida e sorridente, sempre esperando alguém, aceita o milagre de deus, suprema beleza amém. Força da lei divina, por cima do azul dos mares, prolongam-se os teus olhares, grandeza que vem dos ares. Tens aberto a tua história, com labuta e muita fé, tens lutado com veemência como estigma de glória. Uma lida incessante: Faxineira, merendeira, professora, diretora, orientadora; rainha do lar lutando sem parar, para o mundo conquistar. Ferve tua alma brilhante, tudo é belo em emoção. Mulher linda e radiante, és a nossa razão. Mulher é ser diferente, brio da ilustre nação de pedra ferro e bravura, mas meiga de formosura.

26/02/2010

Primeira Reunião : Pauta Período Integral

Eis foto da nossa reunião. Que seja apenas o bom começo de parceria família/escola para que todas as crianças e jovens sejam beneficiados! Que Deus abençoe o nosso trabalho! Só com educação de qualidade a Terra poderá ser melhor..... Hoje aconteceu a reunião tendo como pauta o período integral, a equipe da escola e a diretora Fátima Mack de Souza alegremente receberam mães, pais, irmãos. Os presentes demonstraram interesse e boa vontade em colaborar com o projeto visando o bem estar das crianças. Há um clima positivo de expectativa e firme intenção de melhorar o ensino – aprendizado. Só a soma de forças família, escola e comunidade poderá trazer bons resultados.

21/02/2010

Esperança

Está terminando fevereiro de 2010. A mudança para período integral  na escola está prevista para começo de março. Há um clima de esperança e temor. Esperança porque algo precisa ser feito para melhorar a aprendizagem, melhorar o modo de lidar com o outro através da conciliação, reduzir a evasão escolar, reduzir perda até mesmo da vida nos conflitos de gangues fora do muro escolar.


Nesse cenário entende-se que a jornada escolar integral seja bem vinda!

No entanto a inquietude diante da mudança aumenta na razão direta das reformas necessárias estarem há anos sendo adiadas.


Como receber todos os alunos, o dia todo, programar atividades físicas no  calor e luz proporcionados pelo belo sol de Campo Grande!


A escola precisa de adaptações.


Creio que o professorado, a equipe escolar fará a sua parte da melhor forma.


Esperamos que os impedimentos jurídicos que há anos impedem reformas e construções sejam finalmente sanados e que a criatura humana em formação seja colocada em primeiro lugar.

10/02/2010

Eis um fato !





Nossa escola precisa de quadra de esportes coberta.
Nós alunos precisamos...
Nós professores queremos....
Nós da comunidade agradecemos....


A partir de março os alunos estarão   na escola em tempo integral.
Farão atividades físicas e atividades ligadas às disciplinas.
A escola precisa de adequação, além da quadra coberta, banheiros com chuveiro, cozinha.....

Ficaremos Gratos....

09/02/2010

Vamos refletir sobre Educação!

Aprendendo e ensinando a ser livres

http://www.eca.usp.br/prof/moran/livres.htm
José Manuel Moran
Especialista em mudanças na educação presencial e a distância *
A pior forma de escravidão é a de sentir-nos prisioneiros de um horizonte estreito, fechado, medroso e desesperançador; sem acreditar que todos temos condições de mudar, que nossa vida pode ser muito mais interessante e que isso está ao alcance de cada um de nós. Vejo gente demais sofrendo demais por situações que podem ser superadas, mas que para elas são definitivas. Não percebem que podem levar uma vida diferente, acreditam num fatalismo imobilizador, sem chances reais de serem mais felizes e realizadas.
Sonham todos os sonhos possíveis nas novelas, mimetizam os personagens de sucesso, mas sentem-se intimamente impotentes para fazerem mudanças profundas, a não ser pela sorte ou pelo reconhecimento social (ser visto, aparecer na TV) e se contentam com “ir tocando a vida como ela é”.
Este país precisa de uma segunda libertação da escravidão: da escravidão das expectativas medíocres, de contentar-se com migalhas, de acreditar que só uns poucos privilegiados podem conseguir tudo, e de que só nos resta sonhar sonhos alheios, inalcançáveis num balão distante.
Todos podemos aprender a nos construir como pessoas mais livres, abertas, humanas, alegres. Todos podemos ser pessoas mais interessantes, realizadas e produtivas.
A educação precisa focar mais, junto com a competência intelectual, a construção de pessoas cada vez mais livres, evoluídas, independentes e responsáveis socialmente. Uma educação interessante, aberta e estimulante, que descortine novos horizontes profissionais, afetivos, sociais e favoreça escolhas mais significativas em todos os campos. Uma educação que ajude as pessoas a acreditarem em si, a buscar novos caminhos pessoais e profissionais, a lutar por uma sociedade mais justa, por menos exploração, a dar confiança a crianças e jovens para que se tornem adultos realizados, afetivos, inspiradores.
Na escola que temos, aprendemos pouco e não aprendemos o principal: a sermos pessoas plenas, ricas, criativas e empreendedoras. Para isso precisamos aprender a ler, a compreender, a contar, a escolher uma profissão, mas precisamos fazê-lo de forma diferente a como o estamos fazendo até agora, insistindo na integração entre a dimensão intelectual, a emocional e a comportamental de uma forma criativa e inovadora. Vale a pena investir nas pessoas, na esperança de mudança, e oferecer-lhes instrumentos para que se sintam capazes de caminhar por si mesmas, de realizar atividades cada vez mais interessantes, complexas, desafiadoras e realizadoras. Essa é a educação que desejamos e que é plenamente viável.
Além de uma escola diferente, é importante realizar ações de educação continuada de todos, principalmente dos marginalizados, para que encontrem sentido nas suas vidas e motivação para querer sair de onde estão. A educação não acontece só na sala de aula, mas em todos os momentos e com todas as pessoas, na interação cotidiana, na forma como olhamos, conversamos, falamos, ouvimos, agimos.
Os educadores nos sentimos meio perdidos e descrentes, diante de tantos desafios e condições profissionais pouco dignas. Se formos pessoas amadurecidas, equilibradas e otimistas nossos alunos encontrarão em nós motivos para também acreditarem em si, para avançar mais, para serem melhores.
Agora é o momento de enxergar possibilidades imensas de mudança que se abrem a nossa frente. Vale a pena mudar, aprender de verdade, ajudar a quem está começando ou com mais dificuldades. Só assim construiremos um país melhor, como é o desejo profundo da grande maioria das pessoas.
Texto complementar ao meu livro A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá, da Editora Papirus.

Quero crer que é possível!
Professora Celeste de Oliveira

08/02/2010

O recomeço

Hoje os alunos retornam à escola. Recebem  o  Kit  com o  material escolar. Por enquanto a escola funciona em  dois períodos, sendo que a partir de março funcionará em tempo integral.
Alunos e professores são bem vindos para a jornada escolar de 2010.
Professoras

 Celeste e Olímpia.

07/02/2010

Aula no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres



Veja as melhores fotos da aula no CRAS:
Foto que registra cenário  da aula no CRAS.

Visita ao CRAS

Dando início ao histórico de ações educativas compartilhamos que no ano de 2009 o professor Antônio e a coordenadora Tânia levaram os alunos  para uma aula no Centro de Recuperaão de Animais Silvestres.  A aula foi muito proveitosa. Todos gostaram.

02/02/2010

Novidades no recomeço do ano letivo de 2010 na Escola Estadual Joelina de Almeida Xavier

Em 18 de dezembro de 2009 a escola foi convidada a participar do  Programa Mais Educação.
O Programa Mais Educação  criado pela Portaria Interministerial nº 17/2007, aumenta a oferta educativa nas escolas públicas por meio de atividades optativas que foram agrupadas em macrocampos como acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica.



A iniciativa é coordenada por várias secretarias. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O programa visa fomentar atividades para melhorar o ambiente escolar, tendo como base estudos desenvolvidos pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), utilizando os resultados da Prova Brasil de 2005. Nesses estudos destacou-se o uso do “Índice de Efeito Escola – IEE”, indicador do impacto que a escola pode ter na vida e no aprendizado do estudante, cruzando-se informações socioeconômicas do município no qual a escola está localizada.



Por esse motivo a área de atuação do programa foi demarcada inicialmente para atender, em caráter prioritário, as escolas que apresentam baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), situadas em capitais e regiões metropolitanas.

Em 2010, a meta é atender a 10 mil escolas nas capitais, regiões metropolitanas - definidas pelo IBGE - e cidades com mais de 163 mil habitantes, para beneficiar três milhões de estudantes.
Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, materiais de consumo e de apoio segundo as atividades. As escolas beneficiárias também recebem conjuntos de instrumentos musicais e rádio escolar, dentre outros; e referência de valores para equipamentos e materiais que podem ser adquiridos pela própria escola com os recursos repassados.



O programa oferece atividades no contra turno para os alunos que precisam melhorar a  aprendizagem. 
O Programa deverá adequar-se às reais condições da escola.
Logo, logo , os professores, alunos, pais e comunidade do entorno  da escola ficarão sabendo quais as intervenções e recursos possíveis para a melhoria da educação em 2010. 
Eis um fato que precisa com urgência melhorar. Cobrir a quadra de esportes.

Recomeço

Começamos o ano letivo de 2010. O recomeço é sempre esperançoso, ainda mais quando as novidades são boas. A escola foi convidada a participar do Programa mais Educação do Mec. O objetivo é a melhora do ensino/aprendizagem. Aprendizagem significativa Requer ensino significativo Significativa aplicação de recursos materiais Recursos humanos significando a diferença Aprender a ensinar ... Ensinar a aprender!

30/11/2009

Curso de mídias

Querendo corresponder às solicitações do curso avançado de mídias na educação reestruturei o blog , os artigos ficaram com as datas fora de ordem. Apesar disso considero-os válidos como histórico e como produto não descartável.



Creio que não foi acessado apesar de ter sido criado em 2005. A escola, o NTE pareceram não o valorizar.


Hoje, conforme já comentei abaixo, sei que preciso manter a auto- motivação.


Continuar, persistir, ainda que talvez não veja as reformas profundas e estruturais que a educação brasileira precisa.

Curso avançado de mídias na educação

Histórico da escola  estadual onde trabalho atualmente 



A Escola Estadual Joelina de Almeida Xavier foi criada em 20 de janeiro de 1982. Começou a funcionar em prédio conhecido como trenzinho, por ser de lata e piso de assoalho de madeira, cedido pela prefeitura municipal. Em 1984 mudou-se para outro prédio cedido também pela prefeitura municipal. Em agosto de 1986 transferiu-se para o prédio onde está até hoje. ( Este prédio foi construído em terreno de dois mil metros. Há uma questão jurídica em relação à posse do terreno. A escola não tem escritura dele, o que a impede de receber verbas para reformas e até para a cobertura da quadra esportiva ).


Atualmente conta com 500 alunos aproximadamente nas séries do Ensino Fundamental: 1º ao 9° Ano e EJA Fundamental e Médio. Atende também às crianças com necessidades especiais.

Sobre o Projeto Político Pedagógico


O PPP tem como enfoque principal o aluno e sua real aprendizagem. Propõe-se a oferecer ensino de qualidade, que acompanhe as inovações científicas e tecnológicas.


Com as constantes mudanças, a escola precisa avaliar o PPP e atualizá-lo.

Título do PPP: “Aprender a Aprender, Desafio Permanente”.


Através da implantação desse projeto a Escola procura desenvolver estratégias que visem à reformulação da prática pedagógica. Porque vê a aprendizagem como um processo de reconstrução do conhecimento onde o ato de aprender depende do esforço pessoal do aluno.
O professor terá papel orientador e avaliador desse processo.

Nota: As intenções são as melhores possíveis.

Recomeço

terça-feira, 24 de julho de 2007.


Recomeço

Hoje, 24 de Julho de 2007, voltamos esperançosos às aulas. Para muitos de nós, em meses, estaremos concluindo disciplinas ou fases do ensino.
Acompanhando as Olimpíadas sentimos que a perseverança é um dos elementos decisivos para a conquista. Convidamos nossos alunos a exercitarem a perseverança dando continuidade ao ciclo de aprendizagem que a vida nos propõe.
sexta-feira, 29 de junho de 2007.

Festa Junina

No dia seis de junho, realizamos uma simbólica festa junina. Fizemos uma barraquinha e nela alimentos típicos foram oferecidos, por preço também simbólico. Contamos com a colaboração de toda comunidade educadora do Ceeja, foi um dia diferente que certamente ficará na nossa memória. As aulas transcorreram normalmente. A professora Morgana Duenha ofereceu oficina de pintura em tecido que fez o maior sucesso. O professor Alaym ofereceu oficina de brincadeiras e jogos que proporcionaram alegria e descontração aos participantes. Nossa gratidão a todos que contribuíram, em especial ao apoio da dona Dercy e dona Lourdes. A escola foi decorada com bandeirinhas e cartazes das professoras Dilma e Lisandra que mostraram mensagens positivas aos jovens, para que sejam saudáveis e desenvolvam critérios de escolhas responsáveis, perante a oferta de substâncias que corroem a saúde física , psíquica e social.
A festa junina incorporada ao imaginário do povo brasileiro lembra nossa humilde origem na roça. Mostra a alegria espontânea, daqueles que viviam em contato com a terra e dela tiravam o sustento com as próprias mãos. Hoje com a tecnologia e a migração para as cidades nos distanciamos do campo e da sua pureza, do ritmo equilibrado pela natureza.
Que tal, cada dia de nossa vida, entrarmos em contato íntimo através da imaginação, com nossos antepassados e deles extrairmos ensinamentos relacionados à simplicidade , ao bom, ao útil, ao necessário e assim sermos mais felizes e responsáveis
segunda-feira, 18 de junho de 2007

O Acidente

O acidente

Texto para Reflexão (extraído da Aula 46 Tele curso 2000) Utilizado no mês de junho de 2007.
Selecionado para  trabalho em sala de aula como parte do Projeto de Prevenção ao Uso de Drogas.
No ensino fundamental e médio
A roda de amigos crescia, animada pela batucada que iria varar a noite, e pela cerveja gelada que o dono da festa não ia deixar faltar. Naquela sexta feira , Zé Luiz e seu pessoal não iriam nem pensar em tomar o rumo de casa antes de o sol raiar.
Bem de manhãzinha, Neide, uma jovem mãe de 28 anos, queria estar pegando o ônibus para levar suas filhas até o posto de vacinação. Roseli, de dois anos e Joseneide, de três, as únicas que dividiam o cômodo da casa com ela, já estavam acostumadas a acordar cedo nos dias de semana. Era dia de vacinar todas as crianças e Neide tinha de estar de volta antes das nove da manhã. Na loja onde trabalhava como balconista, sábado era o dia de maior movimento, especialmente naquela época.
O pagode corria animado. A noite estava deliciosa, apesar do calor típico de dezembro. Sábado à tarde seria a primeira rodada da final do campeonato. As opiniões estavam divididas, mas ninguém tinha dúvida de que o jogo de futebol ia ser muito disputado. Zé Luiz tinha perdido a conta da cerveja.
Se as vendas continuassem boas , Neide ia poder comprar a boneca que Roseli e Joseneide tinham pedido para o Papai Noel. Ela falava e tinha um monte de roupinhas, inclusive uma de noiva, velho sonho de Neide. Aquele podia ser o melhor natal das meninas, mesmo sem esperança de receber algo do pai., que não morava longe dali, mas nunca aparecia. Mais uma razão para Neide colocar as meninas na cama e acordar cedo.
Elas estavam esperando o ônibus as quinze para as seis quando tudo aconteceu. Zé Luiz não percebeu que voltava para casa dirigindo seu carro em alta velocidade. Faltava pouco para chegar quando perdeu o controle numa curva e subiu na calçada. Acordou apenas no hospital, percebeu que estava numa maca, com um colete no pescoço. Ao seu lado, em outra maca improvisada no corredor do hospital, Neide sua antiga companheira, perguntava pelas meninas, ainda meio atordoada. Roseli e Joseneide não iam ganhar nenhuma boneca naquele Natal. Tiveram morte instantânea no ponto de ônibus. Seu pai dirigia embriagado.
Responda
1.José Luiz sabia que ia beber muito naquela noite. Por que será que não se preocupou com isso sabendo que iria dirigir?
2.É comum que as pessoas pensem que o álcool não atrapalha a capacidade de dirigir. Você conhece algum exemplo?
3.Você saberia explicar porque são colocados coletes no pescoço de pessoas acidentadas como José Luiz?
4.Dê sua opinião sobre o fato ocorrido.
5.Pesquise na STE imagens,estatísticas sobre acidentes provocados pelo abuso de álcool e  Endereços de Grupos de A.A.
6. Como você se sentiu lendo o relato do acidente?
Domingo, 17 de junho de 2007

Criara dois blogs, juntei os artigos num só. Por motivos históricos deixarei a data da primeira publicação.


Reflexão sobre o ano escolar de 2005


Estamos chegando ao final do ano escolar.


Quantos dentre nós, podemos fazer um balanço e sentirmos diferentes do início do ano. Afinal, os pensamentos e os sentimentos paralelos e individuais do início: Será que darei conta? Será que serei capaz de aprender? Haverá tempo para frequentar as aulas? E os trabalhos, como irei fazê-los? Foram aos poucos superados, um cantinho dizia, sim ...você dará conta. Como dizia o poeta, o caminho se faz ao andar...Andando, realizando, inter relacionando, você criou caminhos neuronais e aprendeu... Alguns já fazem vestibular... continuarão a caminhada para a inserção na comunidade universitária. Outros, terão algum tempo ainda nesta escola, mas o degrau agora é mais alto. Realizamos as tarefas do ano, aprendemos uns com os outros e neste ano de tantos desafios coletivos na ética e moral, procuramos ser, seres humanos, com mais consciência e conhecimento formal, fizemos a nossa parte. A sabedoria trouxemos de casa, do berço, das atitudes de pais, avós, amigos , professores. A escola sente-se grata por compartilhar este ano de vida com todos.


Professora da Sala de Tecnologias Celeste de Oliveira









25/11/2009

Este blog foi criado em 2005 para a escola. Caminhou devagar. Em julho de 2007 adoeci. Deixei a sala de informática. Hoje o retomo através da motivação do Curso de Mídias na Educação. Continuo no tema educação, agora o vínculo passará a ser com outra escola estadual.
Cada vez estou mais convicta que preciso perseverar, continuar propondo mudanças e atuar, no educacionismo, até agora as mudanças tem sido lentas e nem por isso devo descrer. Quero me encantar com possibilidades de maravilhas nas escolas do futuro, nem tão distante. Escolas de verdade, a começar do ambiente geográfico, classes climatizadas, quadras cobertas, lousas digitais, um computador por aluno, acesso livre ao conhecimento e professor atuando como facilitador. Artes, ciências, humanas, exatas, construídas através de projetos. Alegria presente. Família presente. Sendo a indignação com as injustiças sociais tema diário . Quantos de nós professores por puro desencanto deixamos de atuar e buscar o ideal!
Enquanto construímos o futuro dá para ir fazendo que for possível no presente.
Aprendendo e aplicando através de formações como esta que o eproinfo possibilita.

12/12/2007

Conclusão do ano letivo de 2007. Prezada Comunidade do Ceeja . Neste ano tivemos aproximadamente a realização de catorze mil provas. Aos que concluíram disciplinas parciais, parabéns . Sabemos com alegria, que alguns concluintes do ensino médio foram aprovados em vestibular e continuarão os estudos. Sabemos também, que os limites impostos pela vida impediram conclusões. Permaneceremos esperando-os em 2008. Assim, vamos cumprindo nossa missão de incluir no mundo do conhecimento formal, alunos que voltam esperançosas para o banco escolar. Desejamos a todos alegria, saúde e aprofundamento de laços familiares e afetivos. Que a Terra nossa mãe continue a girar no céu, proporcionando-nos equilíbrio nas estações do ano, e que cada um de nós seja ser humano útil à humanidade, comprometido com parcela de colaboração para preservação da Vida com qualidade e sentido existencial. Professora Celeste de Oliveira Campo Grande 12 de dezembro de 2007.
No site abaixo você poderá acessar intrigantes objetos de estudo. http://www.rived.mec.gov.br
Caro Aluno Assista à Vídeos Educativos no site : http://www.portacurtas.com.br

11/12/2007

Título: Lágrimas e medo de um pai Pai que te ama com ternura Pai que sou eu, que é você Pai que se emocionou quando viu você nascer Pai que se emocionou quando viu crescer Pai que sofre tanto para cumprir seu dever Pai que quer dar o melhor pra você Pai que pensa em silêncio e nunca fala ou revela seu segredo Pai que é corajoso, mas que também tem medo. Pai que tem medo, de você nos vícios se enveredar. Pai que tem medo que você possa sua vida envenenar Pai que tem medo, da morte te levar. Pai que te ama com ternura Pai que tem um grande prazer em estar em sua formatura. Autor: Itair Cândido ( Fase Ensino Médio) Poesia apresentada na comemoração do Dia do Estudante

10/08/2007

Comemoração do Dia do Estudante; 10/08/2007
Parabéns aos nossos Estudantes
Pranto da Terra Terra! Que chora. Terra! Que os homens devora. Terra! Que está aos prantos, pois os homens devoram seus bosques e seus campos. Terra! Que está a lamentar por tanto lixo nos seus rios, lagos e mar. Terra! Que vai a passos largos para a destruição. Que os homens destroem com ganância e ambição. Com armas químicas, biológicas e poluição. Terra! Que no passado era um jardim. Em seus campos risonhos mais flores, em suas matas muitos animais e passarinhos. Terra minha! Terra sua! Terra da Nação! Terra que produz a vida, Terra que produz o pão! Terra que já criou muitas gerações! Terra! Que ontem se viu, hoje não mais se vê. Oxigênio, ontem puro, hoje já não se pode ter. Se não cuidar da Terra hoje, quem vai chorar amanhã será você! Itair Candido Pereira
Poema recitado por Itair na festa em Comemoração ao Dia do Estudante 10/08/2007

15/03/2006

Prezada Comunidade do Centro Estadual de Ensino
"Professora Ignês de Lamônica Guimarães"MS
Sejam todos Bem Vindos , à nossa jornada escolar de 2006. Conheça o histórico do Centro . O Centro de Estudos Supletivos foi criado em 8/12/1980, com sede na rua Elvira Coelho Machado, hoje nº 544, no bairro Miguel Couto em Campo Grande, MS.

A escola nasceu destinada a suprir a escolarização de jovens e adultos que não a conseguiram na idade própria. Era a única escola que adotava o ensino supletivo com atendimento individual em cabines. O segundo grau, hoje ensino médio, foi autorizado em 18/9/1986. A escola cumpriu função social e humana buscando superar as diferenças sociais. A mudança de nome para “Ignês De Lamônica Guimarães” foi em homenagem à professora, vítima de violência, nas redondezas da escola. Leia um artigo da época.
Dá para entender?
Elpídio Reis
Aniversário da saudade . No sábado próximo ocorrerá o primeiro aniversário da saudade dos amigos inesquecíveis de Ignês De Lamônica Guimarães e seu filho Caio. Sim, aniversário da saudade. Saudade que mexe e remexe com o coração da gente. Mexe porque ninguém aceitou, não aceita nem jamais aceitará crime tão odiondo, tão covarde, tão impossível de imaginar-se, praticado por pessoas a quem o poder público pagava para servirem de defesa em favor da população. Um ano já se passou. Os amigos da Ignês e do Caio- como eu,continuam convictos de que nada aconteceu. Tudo não passou de um sonho, quem sabe pesadelo. A Ignês foi viajar- ela adora viajar- conhecer o mundo, todos os recantos da terra,ela adora a vida...ela voltará, não se sabe quando, mas voltará...O Caio está na fazenda, por isso a casa - aquele recanto da simpatia, onde sua dona sabia como poucos, receber os amigos sobretudo nos fins de tarde dos domingos, quando sua casa da Rua espírito Santo , 356, se enchia de amigos e quando havia sempre um lanche farto para emoldurar os gostosos bate- papos- está fechada, como a grama crescida, as plantas meio murchas, parecendo que chorosas pela falta da amiga inconfundível que as molhada diariamente e cuidava delas como mãe que cuida dos filhos queridos. Porque será que ainda acontecem crimes como os praticados contra a Inês e o Caio? Porque será que a sociedade liderada, conduzida por pessoas de alta inteligência e às vezes até grande patriotismo, altruísmo, disposição de acertar, de realizar o que é correto, abominando os erros, os descaminhos, os desencontros, não consegue nenhum plano de melhoria? Por que caminhamos todos rumo ao desconhecido, mas desde já sabido como menos ideal e até pior? Por que todas as criaturas de bem não se decidem a virar a mesa, gritando: basta! contra ervas daninhas, como assassinos da Ignês e do Caio? Ainda bem que a nós que ficamos neste vale de lágrimas, restou-nos a saudade, aquela saudade que a gente deseja que não nos abandone, que fique acalentando o nosso coração , exatamente como dizem aqueles versos do autor desconhecido : sodade é dô que dá/ mas não é dô de doê/ é vontade de alembrá / com vontade de esquecê/é dô de dente e machuca / mas onde dói ninguém vê /e a gente pega e cutuca/ prá não deixa de doê. Eu por mim ainda converso com a Ignês. Ouço-lhe, de quando em quando aquele riso inteligente, muito dela. Lembro-me dela sempre risonha. De quando em vez, também, vejo -a com os olhos cheio de lágrimas, no Rio, na minha casa, na sala de jantar, onde ela se reviu, um ano antes, jantando com o marido, o meu inesquecível Diogo, numa noite memorável. Poucos vezes entes queridos , que partiram para a viagem final, continuam, mesmo depois de um ano, tão vivos na memória da gente, como a Ignês e o Caio. Por que a vida é sempre assim ? Alguém consegue entender? O CES passou a ser designado Centro de Estudos Supletivos "Ignês De Lamônica Guimarâes em homenagem à professora brutalmente assassinada juntamente com seu filho nas imediações do Centro.
É por acreditar que a educação é a única maneira de mudar o perfil da nossa realidade social que nós professores nos colocamos à disposição e daremos o melhor de nós para que a inserção social continue e que a diferença cultural e econômica sejam barreiras a serem derrubadas para que o planeta Terra seja melhor .
Que Deus nos abençoe!